Latest Post

Paulista realiza Audiência Pública contra fechamento da Comarca local

Written By Francisco Dantas on sábado, 23 de setembro de 2017 | sábado, setembro 23, 2017

Foi realizada na manhã desta sexta-feira (22), na Câmara Municipal de Paulista, sertão paraibano, uma Audiência Pública contra a desinstalação da Comarca da cidade.

O evento contou com a participação presidente da ASTAJ-PB (Associação dos Técnicos e Analistas Judiciário da Paraíba), Dr. Ivonaldo, do presidente da subseção da OAB de Pombal-PB, Dr. Jaques Wanderley, bem como, várias autoridades políticas locais e regionais, a exemplo do prefeito Valmar Arruda, vice-prefeito Nilton Dantas, deputado estadual Julys Roberto, ex-deputado Márcio Roberto, vereadores, advogados de Paulista e região e grande parte de sociedade civil organizada.  

O Dr. Vigolvino Calixto destacou que o fechamento da Comarca local, além de representar um grande retrocesso para a cidade de Paulista, influenciará na tomada decisão dos jovens estudantes quando chegar a hora de ir para a faculdade, pois, eles poderão não se interessar pelo curso de Direito por falta de uma comarca na sua cidade, e lembrou; “Quando a comarca de Paulista foi instalada, à cerca de 12 anos, eu resolvi que seria advogado, até aquele momento eu não tinha essa pretensão, porque sabia que seria muito difícil para mim atuar na minha profissão de Advogado na minha cidade dependendo da comarca de outra cidade, naquele tempo, Pombal”. Detacou.

O prefeito do município, Valmar Arruda de Oliveira, disse que não medirá esforços na batalha em defesa da permanência da comarca em sua cidade, pois, o fechamento da mesma irá causar inúmeros transtornos a sociedade paulistense, sobretudo os mais humildes. O prefeito salientou ainda que, o município de Paulista mantem 06 funcionários prestando serviço à comarca local, como forma de apoio aos trabalhos do judiciário local.


Já o Dr. Ivonaldo, presidente da ASTAJ-PB, diz que é inaceitável a justificativa do Tribunal de Justiça da Paraíba, de fechamento das 15 marcas na lista da Corte para economia de R$ 2 milhões ao ano, pois, de acordo com Ivonaldo, o TJ conta com um orçamento de mais de 600 milhões por ano, e que, o TJPB pode fazer economia em outras áreas sem causar prejuízos a pequenas cidades como é o caso de Paulista.

 



Por: Fala-PB

Cidadãos e autoridades de vários municípios se unem contra o fechamento da Comarca de Justiça da cidade de Malta

Written By Francisco Dantas on sexta-feira, 8 de setembro de 2017 | sexta-feira, setembro 08, 2017

Representantes do Poder Legislativo das cidades de Condado, Malta e Vista Serrana unem-se a servidores do Poder Judiciário e a milhares de pessoas da comunidade a fim de combater a proposta de desinstalação da Comarca de Malta. A ação foi veiculada na imprensa nos últimos meses e causou indignação aos cidadãos da região.
Mesmo o presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJ/PB) informando que existe um estudo e que ainda está em fase de análise, deputados, prefeitos e vereadores da Paraíba se mobilizam contra o ato que pretende fechar 25 Comarcas em todo o Estado.
Segundo uma matéria publicada no site do próprio Tribunal de Justiça da Paraíba, em 31 de agosto de 2017, há a sugestão de desinstalação de 15 comarcas. São elas: Araçagi, Bonito de Santa Fé, Cabaceiras, Cacimba de Dentro, Caiçara, Coremas, Cruz do Espírito Santo, Lucena, Malta, Paulista, Pilões, Prata, Santana dos Garrotes, São Mamede e Serraria. Estas poderão ser agregadas pelas seguintes unidades judiciárias, respectivamente: Guarabira, Conceição, Boqueirão, Araruna, Belém, Piancó, Sapé, Santa Rita, Patos, Pombal, Arara, Sumé, Piancó, Santa Luzia e Arara.
No próximo dia 13, uma quarta-feira, a população dos municípios de Malta, Condado e Vista Serrana estarão se reunindo em um ato público, debatendo e protestando contra o plano de desinstalação da Comarca de Malta. O evento está previsto para ter início s 18h00 na praça Central de Malta. O ato contará com a presença de vários líderes comunitários, líderes religiosos, representantes de associações, membros da OAB/PB, deputados, prefeitos, vereadores, funcionários do judiciário, bem como com o povo em geral.
A Comarca de Malta foi criada no ano de 1956 e atualmente abrange mais de 16.000 habitantes, numa área de 497,039 km², segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, (2010). De acordo com dados do Sistema Integrado de Comarcas Informatizadas (Siscom), Malta detém quase 2.000 processos ativos, entre físicos e eletrônicos. Até o julho deste ano, 210 ações foram sentenciadas, 891 processos despachados e 294 baixados. Foram 165 audiências realizadas e proferidas 93 decisões.
Para o ato da quarta-feira, dia 13, já foram confirmadas várias presenças, entre estas: presidente da OAB/PB – Patos: Paulo Medeiros, Procuradores Jurídicos dos municípios da Comarca: Dr. Vilson Lacerda, Dr. Taciano Fontes Freitas, além de dezenas de advogados da região.
Os prefeitos de Malta, Manoel Benedito de Lucena Filho (Nael Rosa), de Condado, Caio Rodrigues Bezerra Paixão e o de Vista Serrana, Sergio Garcia da Nóbrega (Sérgio de Levi) também já agendaram suas presenças.
Os deputados estaduais Nabor Wanderley e Galego confirmaram presença e se espera outros nomes da Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba. O presidente da Associação dos Técnicos, Auxiliares e Analistas Judiciários do Estado da Paraíba (ASTAJ-PB), José Ivonaldo Batista fez participação no Programa Polêmica, da Rádio Espinharas, e disse que a decisão do TJ-PB significa um atraso para a justiça e contraria a própria Constituição Federal que garante o poder judiciário ao povo.
O juiz substituto do Tribunal Regional Eleitoral, Dr. Breno Wanderley, funcionários do Poder Judiciário da Comarca de Malta, o Padre Evandro Romero, Pároco de Malta e a Defensora Pública da Comarca de Malta, Diana Guedes de Sousa também estarão no ato. Todos defendem a permanência da Comarca de Malta e esperam que a intenção do TJ/PB não se concretize.
Fonte: Jozivan Antero – Patosonline.com

V Copa Intermunicipal de Paulista-PB, Futsal Feminino, 19 de Novembro de 2017.

Written By Francisco Dantas on quarta-feira, 6 de setembro de 2017 | quarta-feira, setembro 06, 2017

Neste dia 19 de Novembro de 2017, sera realizado em Paulista-Pb a V edição da Copa Intermunicipal de Futsal Feminino. 
O evento que teve sua primeira edição no ano de 2013, já se torno tradição na região e este ano promete muito mas em sua organização. 

Paulista no sertão Paraibano, sera palco de mas uma super competição que tem a intenção de incentivar o esporte feminino em um todo, na edição do ano de 2014 contou com a participação de 15 equipes da Paraíba e Rio Grande do Norte. 

Este ano a organização promete revolucionar a competição, feito de quem gosta de futsal, para quem gosta de futsal. 

V Copa Intermunicipal de Paulista-PB, Futsal Feminino. 

Contato: 83 9 9643 4551 - WhatsApp 

Organização: Francisco Dantas 
                       Coroinha Zeferino 

Veja como foi os anos anteriores !

Concurso IBGE: inscrições abertas para 26.023 vagas. Veja !

Written By Francisco Dantas on sexta-feira, 5 de maio de 2017 | sexta-feira, maio 05, 2017

IBGE Foi divulgado nesta segunda-feira (24) o segundo edital do concurso do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) para preenchimento de 24.984 vagas. No início do mês, o primeiro edital publicado oficializou a abertura de 1.039 postos. Juntos, eles totalizam 26.023 oportunidades temporárias em cargos de todos os níveis escolares, com salários de até R$ 4 mil, para atuação em todo o país no Censo Agropecuário 2017.  

O processo seletivo é organizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). A banca recebe candidaturas pelo site www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/
ibge-pss. As taxas custam entre R$ 22 e R$ 78. Do total de chances, 5% são reservadas a pessoas com deficiência e 20% a candidatos negros.

No primeiro edital do concurso do IBGE, que mantém inscrições abertas até 9 de maio, as oportunidades de ensino médio são para os cargos de agente censitário administrativo (344 vagas), agente censitário regional (350) e agente censitário de informática (174), cujos salários iniciais são de R$ 1.500, R$ 2.500 e R$ 1.700, respectivamente. 

Aqueles que têm formação superior estão aptos à carreira de analista censitário nas especialidades de agronomia (27), análise de sistemas/desenvolvimento de aplicações (8), análise de sistemas/desenvolvimento de aplicações web mobile (4), análise de sistemas/suporte à comunicação e rede (2), análise de sistemas/suporte à produção (4), análise de sistemas/suporte operacional e de tecnologia (2), análise socioeconômica (8), biblioteconomia e documentação (2), ciências contábeis (5), geoprocessamento (7), gestão e infraestrutura (63), jornalismo (12), logística (2), métodos quantitativos (6), produção gráfica/editorial (2), programação visual/web design (12) e recursos humanos (5). A remuneração é de R$ 4.000. 


No caso do segundo edital do concurso do IBGE, será possível se candidatar a partir das 14h de hoje até 23 de maio. Os postos de nível fundamental são para recenseador (18.845), que terá remuneração por produção, calculada por setor censitário, conforme o número de estabelecimentos agropecuários recenseados.

Em nível médio há ofertas para agente censitário municipal (1.272), que paga R$ 1.900, e agente censitário supervisor (4.867), com vencimentos de R$ 1.600.

Além do salário, o IBGE oferece como benefícios: auxílio-alimentação e auxílio-transporte, exceto para recenseador. 

Segundo os editais do concurso, a previsão de duração do contrato é de até 13 meses para a função de analista censitário; dez meses para agente censitário administrativo; nove meses para agente censitário regional; sete meses para agente censitário de informática; sete meses para agente censitário municipal e agente censitário supervisor; e cinco meses para recenseador.

As operações começam em 1º de outubro de 2017. De acordo com a assessoria de imprensa do IBGE, os recenseadores irão visitar mais de 5 milhões de estabelecimentos agropecuários em todo o país, levantando informações sobre a área, a produção, as características do pessoal ocupado, o emprego de irrigação, o uso de agrotóxicos e a agricultura familiar, entre outros temas. 

Prova do concurso IBGE 2017


O concurso do IBGE contará com uma única etapa: prova objetiva. Os locais de aplicação serão divulgados, oportunamente, no site da Fundação Getúlio Vargas. 

Os inscritos para as carreiras ofertadas no primeiro edital farão o exame em 2 de julho. Ele será composto por 50 questões de múltipla escolha, versando sobre as matérias de língua portuguesa, raciocínio lógico quantitativo, noções de informática, noções de administração e situações gerenciais e/ou conhecimentos específicos. 

Para os concorrentes aos cargos disponibilizados no segundo edital do concurso do IBGE, a avaliação ocorrerá em 16 de julho. Serão 50 perguntas de língua portuguesa, raciocínio lógico quantitativo, noções de administração/situações gerenciais e conhecimentos técnicos para agente censitário municipal e agente censitário supervisor; e 40 de língua portuguesa, matemática e conhecimentos técnicos para recenseador.

Distribuição geral de vagas do concurso IBGE 


Com a publicação do segundo edital do IBGE, o concurso preencherá, ao todo, 26.023 oportunidades. Confira abaixo a distribuição de vagas por cargo e Estado.

Recenseador 


De acordo com distribuição de vagas divulgado pelo IBGE, para o cargo de recenseador, as oportunidades por Estados são as seguintes: Acre (148), Alagoas (329), Amazonas (547), Amapá (26), Bahia (2.403), Ceará (1.004), Distrito Federal (16), Espírito Santo (310), Goiás (691), Maranhão (921), Minas Gerais (1.911), Mato Grosso do Sul (346),  Mato Grosso (618), Pará (1.102), Paraíba (506), Pernambuco (846), Piauí (929), Paraná (1.350), Rio de Janeiro (186), Rio Grande do Norte (275), Rondônia (414), Roraima (66), Rio Grande do Sul (1.662), Santa Catarina (711), Sergipe (260), São Paulo (955) e Tocantins (313).

Analista censitário


Para analista censitário:  Acre (2), Alagoas (2), Amazonas (3), Amapá (2), Bahia (5), Ceará (5), Distrito Federal (2), Espírito Santo (2), Goiás (4), Maranhão (5), Minas Gerais (5), Mato Grosso do Sul (3), Mato Grosso (3), Pará (4), Paraíba (3), Pernambuco (5), Piauí (4), Paraná (5), Rio de Janeiro (81), Rio Grande do Norte (2), Rondônia (4), Roraima (2), Rio Grande do Sul (5), Santa Catarina (3), Sergipe (2), São Paulo (4) e Tocantins (4).

Agente censitário administrativo


Para agente censitário administrativo: Acre (4), Alagoas (12), Amazonas (8), Amapá (1), Bahia (45), Ceará (22), Distrito Federal (2), Espírito Santo (6), Goiás (16), Maranhão (15), Minas Gerais (50), Mato Grosso do Sul (8), Mato Grosso (10), Pará (20), Paraíba (11), Pernambuco (18), Piauí (16), Paraná (28), Rio de Janeiro (6), Rio Grande do Norte (9), Rondônia (6), Roraima (2), Rio Grande do Sul (15), Santa Catarina (6), Sergipe (6), São Paulo (19) e Tocantins(7).

Agente censitário regional


Para agente censitário regional:  Acre (6), Alagoas (5), Amazonas (14), Amapá (0), Bahia (45), Ceará (19), Distrito Federal (0), Espírito Santo (10), Goiás (12), Maranhão (20), Minas Gerais (30), Mato Grosso do Sul (10), Mato Grosso (17), Pará (9), Paraíba (12), Pernambuco (15), Piauí (15), Paraná (18), Rio de Janeiro (4), Rio Grande do Norte (9), Rondônia (6), Roraima (4), Rio Grande do Sul (30), Santa Catarina (11), Sergipe (4), São Paulo (15) e Tocantins (10).

Agente censitário de informática


Para agente censitário de informática: Acre (3), Alagoas (4), Amazonas (4), Amapá (3), Bahia (10), Ceará (8), Distrito Federal (4), Espírito Santo(4), Goiás (6), Maranhão (6), Minas Gerais (14), Mato Grosso do Sul (4), Mato Grosso (4), Pará (6), Paraíba (6), Pernambuco (8), Piauí (6), Paraná (10), Rio de Janeiro (12), Rio Grande do Norte (4), Rondônia (3), Roraima (3), Rio Grande do Sul (10), Santa Catarina (8), Sergipe (4), São Paulo (16) e Tocantins (4).

Agente censitário municipal


Para agente censitário municipal: Acre (14), Alagoas (21), Amazonas (57), Amapá (4), Bahia (143), Ceará (54), Distrito Federal (1), Espírito Santo (21), Goiás (55), Maranhão (51), Minas Gerais (112), Mato Grosso do Sul (42), Mato Grosso (39), Pará (64), Paraíba (34), Pernambuco (49), Piauí (55), Paraná (82), Rio de Janeiro (23), Rio Grande do Norte (19), Rondônia (20), Roraima (10), Rio Grande do Sul (91), Santa Catarina (48), Sergipe (15), São Paulo (125) e Tocantins (23).

Agente censitário supervisor


Por fim, para agente censitário supervisor: Acre (34), Alagoas (92), Amazonas (109), Amapá (6), Bahia (513), Ceará (202), Distrito Federal (9), Espírito Santo (71), Goiás (150), Maranhão (205), Minas Gerais (522), Mato Grosso do Sul (141), Mato Grosso (213), Pará (207), Paraíba (119), Pernambuco (184), Piauí (189), Paraná (356), Rio de Janeiro (81), Rio Grande do Norte (70), Rondônia (83), Roraima (17), Rio Grande do Sul (412), Santa Catarina (170), Sergipe (55), São Paulo (574) e Tocantins (83). 

Concurso IBGE: atribuições do recenseador (18.845 vagas)


Ter domínio dos conceitos e procedimentos definidos para a coleta de dados; reconhecer os limites e a área do setor censitário que lhe for designado, registrando as falhas e/ou inconsistências porventura encontradas na descrição dos limites; apresentar-se ao informante com o crachá de identificação fornecido pelo IBGE e o documento de identidade citado no crachá; coletar as informações do Censo Agropecuário 2017 em todos os estabelecimentos agropecuários do setor censitário que lhe foi atribuído no âmbito da sua Área de Trabalho, registrando-as no dispositivo móvel de coleta, de acordo com as instruções recebidas e dentro do prazo preestabelecido; transmitir os dados das entrevistas coletadas ou entregar ao seu Supervisor o dispositivo móvel de coleta, de acordo com as instruções recebidas; adotar as ações necessárias para atender as recomendações recebidas através do serviço de mensagens no seu dispositivo móvel de coleta; consultar os diversos relatórios de acompanhamento de coleta no dispositivo móvel de coleta e sanar as eventuais pendências apontadas; comparecer ao Posto de Coleta conforme determinação do Supervisor; retornar aos estabelecimentos para complementar as informações e/ou corrigir as falhas apontadas pelo Supervisor; e assumir a responsabilidade pela segurança e uso adequado do equipamento eletrônico e acessórios fornecidos pelo IBGE para execução de seu trabalho.

Fonte: JCConcursos 

Concurso Correios: inscrições começam ainda neste mês. Veja !


Correios Um dia após anunciar o nome da empresa organizadora do seu novo concurso público, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios) já confirmou, nesta quinta-feira, dia 4,  que as inscrições terão início ainda em maio.  A publicação do edital deve ocorrer já nos próximos dias, após alguns ajustes com a banca, que será o Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades). 

Embora um novo concurso para os cargos de carteiro e operador de triagem e transbordo seja aguardado desde 2012, a nova seleção será para diversas carreiras, nas áreas de engenharia, saúde e segurança, com oportunidades para quem possui níveis médio ou superior.


Os cargos já estão definidos e serão os seguintes: auxiliar de enfermagem do trabalho júnior, técnico de segurança do trabalho júnior, enfermeiro do trabalho júnior, engenheiro de segurança do trabalho júnior e médico do trabalho júnior. 

A oferta de vagas será confirmada pela empresa, mas já está certo que a seleção contará com oportunidades para todos os estados do país, exceto para o Mato Grosso.

As remunerações iniciais são de R$ 1.876,43 para auxiliar de enfermagem do trabalho, R$ 2.534,14 para técnico de segurança do trabalho e R$ 4.903,05 para as carreiras com exigência de nível superior, com jornada de trabalho de 44 horas semanais.

Como benefícios, a os Correios oferecem vale-alimentação/refeição, vale-transporte, auxílio-creche ou auxílio-babá, auxílio para os filhos dependentes portadores de deficiência física, assistência médica e odontológica ambulatorial extensiva aos dependentes durante o período de experiência e, após este prazo, assistência médica e odontológica compartilhada,extensiva aos dependentes, em ambulatório próprio e rede credenciada.

Para concorrer ao cargo de auxiliar de enfermagem do trabalho é necessário possuir ensino médio e curso de auxiliar de enfermagem, bem como anotação em carteira de identidade expedida pelo órgão de classe.

No caso de técnico de segurança é exigido ensino médio e curso de técnico de segurança do trabalho, bem como anotação na carteira de identidade profissional, expedida pelo órgão de classe. Para enfermeiro, engenheiro de segurança e médico, para concorrer será necessário possuir formação de nível superior e registro no respectivo conselho regional.

Último concurso Correios


Ao que tudo indica a seleção será semelhante ao último concurso para estas carreiras, realizado em 2011. A banca organizadora, na ocasião, foi o Cespe/UnB.

A seleção, que também incluiu outros cargos, foi destinada para as cidades de São Paulo (SP), Brasília (DF), Rio Branco (AC), Porto Velho  (RO), Maceió (AL), Manaus (AM), Boa Vista (RR),Belém (PA), Macapá (AP), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Vitória (ES), Goiânia(GO), Palmas (TO), São Luis (MA), Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS),Cuiabá (MT), João Pessoa (PB), Recife (PE), Teresina (PI),   Curitiba(PR), Rio de Janeiro (RJ), Natal (RN), Porto Alegre (RS) , São José (SC), ,Aracaju (SE) e Bauru (SP).

Para todos os cargos, a concurso Correios contou com prova objetiva composta de 120 itens, sendo 50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos.Em conhecimentos básicos foram cobrados temas sobre língua portuguesa, informática, inglês e administração pública.

Fonte: JCConcursos 

Neste dia das MÃES mande uma linda telemensagem para a mulher mais importante da sua VIDA. Sua mãe merece!

Written By Francisco Dantas on quarta-feira, 3 de maio de 2017 | quarta-feira, maio 03, 2017

Mais detalhes AQUI!
Por: Portal Paulista Online

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2011-2014.
Template Criado Por Francisco Dantas Portal Paulista Online
Proudly powered by Blogger